Primeiro centro LGBTI vai nascer em Arroios

Primeiro centro LGBTI vai nascer em Arroios - Onde Lisboa

13 de março ficará na história de Lisboa como o dia em que nasceu o “Centro Municipal LGBTI”.

A Câmara de Lisboa e a Junta de Freguesia de Arroios assinam amanhã, entre as 18h e as 20h, um acordo para a preparação e desenvolvimento da Casa da Diversidade que integra, em si, o “Centro Municipal LGBTI” e o “Centro Municipal para a Interculturalidade”

Lisboa é, cada vez mais, uma cidade símbolo de sentimentos de abertura, diversidade e compreensão. Este projeto revela a preocupação social da Câmara, assim como da freguesia de Arroios, com as temáticas da orientação sexual, identidade de género, características sexuais e multi e Interculturalidade.

Centro Municipal LGBTI

O Centro Municipal LGBTI será o primeiro espaço para as pessoas LGBTI, a funcionar em espaços de partilha. Terá uma rede de serviços de informação e atendimento específicos para vítimas de discriminação e violência com base na orientação sexual e/ou identidade de género.

Centro Municipal para a Interculturalidade

O Centro Municipal para a Interculturalidade corresponde a um espaço de encontro, partilha e cooperação entre as diversas entidades que intervêm na área da interculturalidade. É de salientar que a freguesia de Arroios alberga 92 nacionalidades.

A Casa da Diversidade terá ainda lugar para a divulgação e manifestação das várias culturas, tradições e história das comunidades residentes na Freguesia.

 

Bem sabemos que não resolverá todos os problemas, mas é um passo importante.

13 de março será um bom dia. O dia em que vítimas de pressão psicológico, de violência moral e física por razões de orientação sexual ou diferenças culturais passam a ter uma porta aberta onde podem pedir ajuda.

 

Falta algo a este artigo? Falem connosco através de email ou das nossas redes sociais.
info@ondelisboa.com facebook.com/ondelisboa  | instagram.com/ondelisboa

Relacionados

Share

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.